My sounds

sábado, 18 de maio de 2013

Avesso

E daí, que num sábado chuvoso, eu entro no seu mundo e vejo você.
Paradoxalmente, despido e misterioso.
Querendo tragar-me através dos acordes febris das marés de março.
Refletindo-me, encontrando-me e dizendo, quase de maneira gutural: "Eu existo e sou assim."
E, através do strip-tease da sua alma, abriu as portas, pegou em minha mão, e eu entrei.



Nenhum comentário:

Postar um comentário